“O copo está meio cheio ou meio vazio?” É uma expressão comum, uma frase proverbial, geralmente utilizada retoricamente para indicar que uma única situação específica, poderia ser analisada com otimismo (meio copo cheio) ou com pessimismo (meio copo vazio). Isto é, é uma frase que indica que cada indivíduo possui a sua visão de mundo, demonstrando que uma situação pode ser olhada de diferentes formas.

Acontece gente, que tem pessoas que sempre olham o copo meio-vazio e pra pessoas assim, qualquer situação se torna um grande problema! Você provavelmente conhece alguém assim, é aquele cidadão – ou cidadã – que reclama quando está chovendo, reclama quando está fazendo sol, reclama quando está quente ou quando está frio, sempre olha o meio-copo-vazio! São pessoas com visão de mundo sempre negativa!

Se o dólar sobe é ruim, se o dólar desce também! Se não tem dinheiro, é meio-copo-vazio na certa, se tem dinheiro, poderia ter mais. Afinal, nas mentes pessimistas, mesmo com coisa boa na mão, o copo permanece meio-vazio.

Gente, dá um negócio em mim ouvir pessoas pessimistas, que vocês nem imaginam! Você traz uma notícia boa e o camarada consegue encontrar um “meio-copo-vazio” de onde nem existe. Essas são pessoas tóxicas, que dificilmente terão sucesso na vida! “Passou na faculdade? Se deu mal, pois vai ter que estudar muito!” “(…) comprou um carro? Ihhhh e o combustível pra colocar no tanque, quem vai comprar? E o IPVA e Seguro Obrigatório com o fica?” “(…) conseguiu um novo emprego? Será que você vai dar conta, pois esta empresa é bem exigente!” “(…) casou? Se ferrou, será que o casamento vai durar? (…)” “Ganhou na Mega Sena? E agora, como vou lidar com tanto dinheiro?” Meu Deus, quanto pessimismo! O ideal é ficar longe dessas pessoas.

Eu sou naturalmente otimista! Eu sempre procuro olhar toda situação adversa com os filtros mágicos do meio-copo-cheio. Inclusive, já contei pra vocês que a minha empresa foi fundada no pior momento da minha vida, sem nenhum centavo no bolso e desempregado. Uma situação que, para maioria das pessoas, seria vista como meio-copo-vazio.

Transformando limão em limonada

Então galera, se você se identificou aqui como uma pessoa que vê sempre o copo-meio-vazio, mude sua postura! Quando eu estou diante de um problema eu uso três filtros mágicos, que me ajudam sempre a transformar limão em limonada. Então vamos lá:

Surgiu um pepino dos grandes e precisa encará-lo? O primeiro filtro é o filtro da REVERSÃO! Faça a seguinte pergunta: “esta situação pode ser revertida?” Se existir, nem que seja a mínima chance possível de reversão, então a resposta é “sim”. Isto significa que ainda dá tempo de arregaçar as mangas e traçar um plano – que eu chamo de PLANO DE REVERSÃO – que deverá conter todas as ações que você tem que realizar para reparar ou corrigir a situação!

Eu só considero que um problema não pode ser revertido, se tiver zero por cento de chance de reversão ou se o custo para o reverter for tão alto que não valha a pena.

O filtro número dois é o filtro do APRENDIZADO. Aqui é imprescindível responder a seguinte pergunta: “o que eu aprendo com tudo isto?” Na minha opinião este é o filtro mais forte e importante de todos, pois se você não aprender nada, não valeu a pena ter passado por tudo isto! Há uma frase que diz: “A cada decepção, um novo aprendizado…”. Minha sugestão é, monte um conselho com todos os envolvidos… se não tem outros envolvidos, então sente sozinho e reflita sobre o que aconteceu. Uma técnica legal é escrever a pergunta “o que aprendemos com isto?” em um quadro e, com post-it’s – aqueles pequenos papeizinhos amarelinhos – cada um escreve alguma coisa pertinente e vai colocando ao lado da pergunta. Após todo mundo participar, compile tudo em um documento e parta para o filtro de número três.

O filtro de número três é o Filtro do APERFEIÇOAMENTO. Depois que você passou pelo filtro da REVERSÃO e do APRENDIZADO, você tem que se perguntar: “como posso melhorar ou aperfeiçoar meus processos para que este problema não mais ocorra?” A massa crítica gerada no filtro número dois é essencial aqui, e entre as melhorias, podem constar muita coisa, como mudança de sistemas, de aplicativos, troca de fornecedores, contratação ou demissão de pessoas, contração de consultores independentes e etc. Também podem fazer parte do aperfeiçoamento, medidas que vão levar mais tempo, como a realização de um curso técnico, graduação ou pós-graduação.

É isso aí galera! Comece hoje a olhar os problemas de forma otimista, sempre observando o meio-copo-cheio. E, é claro, quando surgir a dificuldade, use e abuse dos filtros mágicos da reversão, aprendizado e aperfeiçoamento!

Semana que vem tem mais e se gostou, não esqueça de compartilhar para que mais pessoas acessem esse conteúdo. Valeu, aquele grande abraço e um beijo no coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s